Insights

Gestão de Riscos no transporte durante a pandemia Covid-19

Diante de um cenário de muitas incertezas, ocasionadas pela disseminação mundial do vírus COVID-19, transitamos no momento em um ambiente extremamente desafiador e na cadeia de transportes, um dos serviços essenciais, responsável pelo abastecimento em todo o país não é diferente, por isso entendemos que alguns cuidados devem ser observados neste seguimento tão importante.

Os efeitos ocasionados pela rápida desaceleração da economia, impactaram bruscamente no volume de transportes realizados de maneira geral, que registram enorme queda durante a pandemia, entretanto, diversos produtos essenciais continuam sendo transportados para fins de abastecimento da população em âmbito nacional.

Considerando este cenário e muito embora as estatísticas, em geral, apontem a diminuição dos números de roubos de carga e acidentes rodoviários, diretamente proporcionais ao menor volume de transportes realizados, percebemos que os produtos essenciais, principalmente os medicamentos (com destaque para testes de COVID), farmacêuticos, alimentos e equipamentos hospitalares, são no momento os mais atrativos e que produzem a maioria dos eventos relacionados as atividades criminosas contra o patrimônio.

Desta maneira, entendemos ser essencial, em conjunto com especialistas, o ajuste das medidas adotadas nos Planos de Gerenciamento de Riscos destas operações, ao cenário atual, cabendo considerar não ser um momento adequado para a flexibilização das regras estabelecidas, mesmo diante das dificuldades econômicas atualmente impostas. É também de fundamental importância a análise criteriosa das coberturas contratadas nas Apólices de Seguros, pois com o fechamento de Portos, Aeroportos, Fronteiras, entre outros fatores, convivemos com situações de acúmulos e maior nível de exposição das cargas no período que compreende o início e o fim dos riscos.

Por fim, considerando o fato de muitas atividades dependerem de outros prestadores, que transitam no mesmo cenário, destacamos a importância da avaliação da execução dos processos de Gestão de Riscos, que englobam a contratação de profissionais, a análise sócio econômica, o monitoramento das cargas, os planos de contingência, Pronta Resposta, a segurança dos armazéns, entre outros…

Ideias, experiências e pontos de vista sobre a gestão de riscos em um ambiente empresarial cada vez mais complexo e desafiador.

Os recentes roubos ocorridos em aeroportos brasileiros demonstram a ousadia das quadrilhas envolvidas e a fragilidade dos procedimentos de segurança e da gestão de riscos. 

Eventos dessa natureza são precedidos de um planejamento cuidadoso por parte das quadrilhas envolvidas que invariavelmente se aproveitam de informações que possam favorecer e facilitar sua ações.

A concentração de valores ou de produtos de alto valor agregado, o fluxo de pessoas e etc. são entre outros os fatores que favorecem a ocorrência de eventos dessa natureza.

A recorrência destes eventos em intervalo de tempo tão reduzido sugere a necessidade de atenção redobrada, por parte de todos, na gestão dos Centros de Distribuição e Terminais de carga em geral.

A estrutura de gestão de riscos é o conjunto de componentes utilizados na concepção, implementação, monitoramento, análise crítica e melhoria contínua da gestão de riscos no sistema de transportes e logística. Nós ajudamos as organizações a estruturar seus processos de gestão de riscos.

A essência de uma boa gestão de riscos é o pleno conhecimento dos riscos presentes em cada operação e a racionalidade de interpretação do custo do risco.  Isso inclui o custo do seguro, as franquias do seguro, as perdas suportadas pela empresa, além dos custos das medidas de prevenção, proteção e manutenção que influem na redução da ocorrência de perdas.